Tempestade destelhou ala com presos do PCC em penitenciária paraguaia na fronteira com MS

Ninguém no presídio ficou ferido

A tempestade que caiu durante a madrugada desta terça-feira (14), em Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande destelhou parte do pavilhão do presidio regional onde estão detidos membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O diretor da penitenciária, Antônio Bazan disse ao jornal ABC Color que três folhas de zinco foram levadas pela tempestade e que oficiais da força-tarefa estão protegendo o perímetro do presídio. No pavilhão atingido estão presos do PCC, mas não há informações de quantos detentos.

Ainda segundo informações ninguém ficou ferido, e Bazan disse que já havia pedido para reforçar a segurança por precaução. Vários bairros de Pedro Juan Caballero estão sem energia por causa de uma coluna de média tensão que foi afetada, e técnicos já estariam trabalhando para resolver o problema.

Tempestade destelhou ala com presos do PCC em penitenciária paraguaia na fronteira com MS
Mais notícias