Técnico em refrigeração é preso com pescado e carne de caça ilegais

Um técnico em refrigeração foi preso por transporte de pescado capturado durante a piracema e com carne de animal silvestre nesta quinta-feira (13). Policiais militares ambientais de Campo Grande e fiscais do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) realizavam fiscalização preventiva à pesca predatória na BR 262 emTerenos e prenderam fizeram a prisão.

A PMA e os fiscais abordaram o infrator que estava em um veículo marca Fiat Palio, onde foram encontrados 8 kg de pescado da espécie cachara ainda frescos, que foram capturados no período de piracema e 12 kg de carne de animal silvestre, da espécie queixada ou cateto. Ele afirmou que ganhara o pescado e a carne, quando estava trabalhando na reforma de um flutuante no município Aquidauana e achava que a carne seria de porco doméstico. O pescado, a carne e o veículo foram apreendidos.

De acordo com a polícia, o infrator de 50 anos, morador em Campo Grande, recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Terenos, onde foi autuado em flagrante e responderá por crime ambiental de transporte de produto da pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção.

Ele também recebeu multa administrativa de R$ 860,00 pelo pescado ilegal. Assim que a perícia identificar a qual animal pertence à carne, ele poderá ser multado em até R$ 5 mil e responderá por crime de transporte de produto da fauna, com pena prevista de até um ano e meio de detenção.

Mais notícias