Suspeito de matar em conveniência ao pechinchar cerveja é preso preventivamente

Ordem judicial foi cumprida nesta sexta-feira

Foi preso preventivamente nesta sexta-feira (20), em Campo Grande, o suspeito do assassinato de Eudes Fonseca Vieira de 54 anos, morto com um tiro no ombro no bairro Zé Pereira. O crime teria acontecido depois de um desentendimento pela venda de cerveja na conveniência da vítima, que não aceitou diminuir preço ao autor.

O delegado Bruno Henrique Urban, da 7ª Delegacia de e responsável pelo inquérito, ao tomar conhecimento da decretação da prisão, o advogado decidiu pela apresentação espontânea do investigado. O nome dele não foi divulgado pela polícia em razão da lei de abuso de autoridade.

Segundo Urban, o crime ocorreu no dia 21 de setembro. Naquela oportunidade, o autor teria ido até o local para comprar uma caixinha de cerveja levando o valor de R$ 30, mas Eudes teria cobrado o valor de R$ 40. Os dois homens, então, começaram a discutir.

“Ele [autor] então foi embora, buscou uma arma artesanal e atirou contra a vítima. O disparo atingiu o ombro e percorreu o corpo, ocasionando a morte”, explicou. O investigado foi encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e está à disposição da Justiça.

Suspeito de matar em conveniência ao pechinchar cerveja é preso preventivamente
Mais notícias