Suspeita do furto de uma bucha e ameaças motivaram homicídio no Jardim Paulista

Autor se apresentou à Polícia Civil nesta terça-feira

Na manhã desta terça-feira (07), apresentou-se à 4ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande o homem de 50 anos suspeito de matar o vizinho Elvis Trevisoli Pereira, de 32 anos, a facadas no final da manhã de segunda-feira, no Jardim Paulista. O crime estaria relacionado ao suposto furto de uma bucha, seguido de ameaças.

De acordo com o delegado João Reis Belo, responsável pelo inquérito, o suspeito alegou que há um mês discutiu com a vítima. Na ocasião, Elvis o acusava de ter furtado uma bucha dele. Por este motivo, a vítima passou a chamar o vizinho de ladrão, vagabundo e disse que o mataria. Na data do homicídio, Elvis teria investido contra o autor, agredindo-o com socos e chutes.

Para se defender, o vizinho se armou com uma faca e o atacou no rosto, pescoço e tórax. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas a vítima não resistiu. O delegado explicou que o autor vai responder por homicídio simples. Ele prestou depoimento, foi ouvido e liberado.

Suspeita do furto de uma bucha e ameaças motivaram homicídio no Jardim Paulista
Mais notícias