Sinpol suspende atividades presenciais e solicita medidas de prevenção em MS

O (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) suspendeu o atendimento presencial nas unidades da Capital e interior, além das atividades de lazer na sede do sindicato, anunciou nesta segunda-feira (15) o presidente do Sinpol, Giancarlo Miranda. O anúncio é devido a pandemia do Coronavírus, com casos já confirmados e suspeitos em Mato Grosso do Sul.

“É um momento crítico o que estamos vivenciando, a Organização Mundial de Saúde já decretou pandemia e temos de fazer nosso papel para que essa doença tenha sua temporalidade mais breve possível em MS e assim possamos seguir de forma normal”, explica Giancarlo.

Ainda de acordo com o Silpol, ficam suspensas as atividades de lazer, com fechamento de piscinas, churrasqueiras, suspensão do campeonato de futebol e da academia, para que diminua a concentração de pessoas e previna a propagação do vírus. No Hotel de Trânsito, somente se hospedarão policiais que precisem de tratamento de saúde, da mesma forma, as refeições só serão servidas a estes.

Atendimentos físicos somente serão realizados em situação emergencial, sendo que atendimento jurídico e declaração de IR será prestado por meio de telefone e contato por whatsapp. O diretor de plantão estará à disposição 24 horas para atender filiados, pontua o presidente do Sinpol.

Giancarlo ressalta que o Sinpol já emitiu dois expedientes ao governo estadual e reiterou um terceiro com a solicitação de medidas de segurança para os policiais que desempenham trabalho em delegacias, especialmente os que custodiam presos e atendem ao público, por meio da desinfecção dos espaços e disponibilização do álcool em gel. “Vamos fazer outros documentos nesse sentido e solicitar medida semelhante à do Estado do Rio de Janeiro, onde apenas crimes graves são registrados e somente em algumas delegacias. Desta forma, podemos centralizar nas Depacs para que as demais fiquem em trabalho interno ou, se possível, atendimento em sistema de home office. Cuidados são salutares, não é momento de pânico, mas de estar alerta”. Será encaminhado, ainda, expediente ao governo do Estado para que, diante da suspensão do curso de formação, seja assegurada ao menos bolsa aos alunos da Acadepol,  uma vez que tiveram despesas com mudança, aluguel e saída de seus empregos, de forma que possam iniciar a carreira de maneira tranquila. “São medidas essenciais para superarmos esse período e, depois, seguirmos a rotina normalmente”, finaliza o presidente Giancarlo.

Sinpol suspende atividades presenciais e solicita medidas de prevenção em MS
Mais notícias