Sindicato do Paraguai repudia assassinato de jornalista: 19º profissional morto no País

Em nota, o Sindicato dos Jornalistas do Paraguai repudiou o assassinato do jornalista brasileiro Léo Veras e diz se tratar do décimo nono jornalista assassinado nos últimos nos anos no país. “A dor e a raiva nos invadem novamente diante do décimo nono colega assassinado no nosso país” consta na nota.

Léo Veras sofreu um atentado na noite desta quarta-feira(12) quando jantava com a família no quintal de casa, na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, vizinha a sul-mato-grossense Ponta Porã. Ele tentou correr mais foi atingido. Léo chegou a ser levado ao hospital da cidade, porém não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O SindJor-MS (Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul) também emitiu uma nota sobre o ocorrido.

Nota, Sindicato de Jornalistas do Paraguai

O Sindicato de Jornalistas do Paraguai expressa sua indignação e dor pelo assassinato do colega Léo Veras, do site Porã News de Pedro Juan Caballero. O colega foi morto esta noite em seu domicílio por assassinos armados que realizaram vários tiros contra a sua pessoa.

A dor e a raiva nos invadem novamente diante do décimo nono colega assassinado no nosso país. Vemos que mais uma vez os grupos criminosos tentam apagar a voz dos jornalistas através das balas e da violência, perante a cumplicidade de um estado totalmente inficionado pela máfia e pela narcopolítica.

Exigimos às autoridades que de imediato garantam a vida e a segurança dos colegas da área, além de conseguir esclarecer este terrível crime e julgar devidamente os culpados, evitando que novamente a impunidade se engalane.

Chamamos todos os colegas a expressar a solidariedade com os colegas de pjc que exercem o ofício sem mínimas garantias de segurança; à sociedade toda pedimos o seu apoio para conseguir que de uma vez por todas as autoridades combatam realmente os grupos criminosos que dominam A Fronteira, e que contam com presença dentro dos próprios poderes estaduais.

Não sei mata a verdade, assassinando jornalistas.

Justiça para Léo e para todos os colegas mortos no exercício do ofício

Nota do SindJor-MS

 

O Sindjor-MS lamenta a morte do jornalista Leo Veras, do site Ponta Porã News, e se solidariza com a família, amigos e colegas neste momento de profundo pesar.

Profissional reconhecido por seus pares e pela sociedade, Veras já havia relatado ameaças de morte recebidas por seu trabalho de investigação e denúncia do tráfico. Recentemente, deu depoimento a matéria especial da emissora Record sobre a violência na fronteira.

Mais uma vítima dos ataques contra os trabalhadores da comunicação, nestes tristes tempos de cerceamento da liberdade de expressão, Leo Veras merece mais do que condolências.

O Sindjor-MS, entidade que representa os e as jornalistas profissionais deste estado, exige severa investigação por parte das autoridades sul-mato-grossenses e brasileiras, para que seja punido esse atentado à vida e à democracia.

Sindjor-MS – Resistir e Avançar

Mais notícias