Preso com mais de 3 mil munições de fuzil que iriam para o RJ disse ter sido contratado por telefone

Foi preso quando estava em um posto de gasolina na região das Moreninhas

Preso com um caixa com mais de 3 mil munições de fuzil AK-47 calibre .762, o rapaz de 25 anos detido por policiais do (Grupo de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) disse que havia sido contratado por telefone para fazer o transporte da carga até o posto de combustível, nas .

Ele contou que buscou a caixa próximo à rodovia, na Cidade Morena, e que estava fazendo um favor, mas não disse o nome de quem o havia contratado por telefone para fazer o serviço de levar depois a caixa até o posto. Além das munições, os policiais ainda encontraram na casa de David Douglas da Silva Aguirre sacos plásticos para embalar droga, dinheiro da venda de entorpecente e no bolso dele papelotes de cocaína.

A esposa dele que também estava no carro disse que não sabia que o marido estava mexendo com ‘essas coisas’. As munições seriam enviadas para o Rio de Janeiro. Os policiais chegaram até David através de uma denúncia anônima, os homens foram presos quando paravam em um posto de gasolina abandonado em três veículos: uma Chevrolet S-10, um Golf e um Chevrolet Corsa. O motorista da S-10 responderá por tráfico de drogas, adulteração de veículo e receptação, uma vez que a caminhonete era roubada.

Durante a abordagem dos policiais, um Golf chegou ao posto desativado e mais um foi preso. Quando se dirigiram até a residência do homem, os policiais encontraram R$ 500 em espécie, além de instrumentos para preparar drogas, e cocaína em seu bolso.

Preso com mais de 3 mil munições de fuzil que iriam para o RJ disse ter sido contratado por telefone
Mais notícias