Preso após arrastões em Campo Grande disse ter cometido crimes para ter enxoval do filho

Grávida de 9 meses negou na delegacia que emprestava o carro para o marido cometer os crimes

Um dos três presos, nesta quarta-feira (14), em Campo Grande, no bairro Tiradentes depois de fazer um arrastão em três bairros, Vilas Boas, Morumbi e disse em depoimento que em um dos roubos que cometeu teria usado o dinheiro do crime R$ 1 mil para comprar o enxoval do filho que está para nascer. A esposa também foi presa e está grávida de 9 meses.

Igor Henrique Paim Silva, disse que invadiu primeiro uma casa no dia 13 deste mês, na Vila Morumbi de onde levou uma televisão de 50 polegadas que vendeu em uma boca de fumo na Vila Nhanhá pelo valor de R$ 1 mil, sendo que usou o dinheiro para comprar o enxoval da esposa, dona do Ford Escort, de cor vermelha que era usado nos crimes.

Samuel de Abreu Carvalho de 19 anos também preso contou que foi convidado na quarta-feira (14) para fazer um assalto a uma casa no Vila Vilas Boas por Igor, e que os objetos roubados seriam vendidos e o dinheiro dividido entre eles.

Juliana Silva, grávida de 9 meses e esposa de Igor, quando presa disse que emprestava o carro para o marido cometer os crimes, mas em depoimento na custódia afirmou que não sabia que o companheiro cometia os crimes. Na residência do casal, a polícia encontrou 150 semi joias, televisão, raquete, várias roupas, mala e secador de cabelos.

Preso após arrastões em Campo Grande disse ter cometido crimes para ter enxoval do filho
Mais notícias