Presa pela morte do marido disse que casal já havia se separado 4 vezes por brigas

Ela alegou que agiu em legítima defesa

Presa em flagrante na noite de quarta-feira (16) pela morte do marido Elias Rodrigues da Silva, de 22 anos, jovem de 20 anos contou que as brigas eram constantes. Ela foi detida após o casal brigar em casa, no Mandela, entrar em luta corporal e ela atingir o rapaz com uma facada na clavícula, causando a morte.

Em depoimento à polícia, a jovem contou que é mãe de duas crianças, de 2 e 3 anos, que ficaram aos cuidados da avó materna. Também disse que as brigas eram constantes e já tinha se separado 4 vezes do marido por causa disso.

Assim, relatou que na noite de quarta-feira teve uma discussão com o marido, momento em que ele a xingou e subiu em cima dela, tentando enforcar a jovem. Então, com a faca de serra que ela tinha em mãos, ela acabou dando um na região da clavícula do rapaz.

Com isso, uma artéria foi atingida e Elias acabou morrendo no local. Ainda para a polícia, a jovem disse que não tinha intenção de matar, apenas de se defender. Ela acabou detida por homicídio simples e deve passar por audiência de custódia na sexta-feira (18). Assim, será definido se permanece presa ou se ganhará liberdade provisória.

Relatos de brigas

Nesta manhã, uma vizinha contou ao Jornal Midiamax que já ouviu gritos de socorro da jovem em outras ocasiões. A princípio, as brigas entre o casal eram frequentes. Ela ainda relatou que eles teriam retomado a relação pouco tempo depois de se separarem.

Já um outro vizinho contou que eles pareciam ser um casal tranquilo e que todos os dias Elias saía cedo para trabalhar no Ceasa. Porém, na noite do crime, moradores afirmaram terem ouvidos gritos e em seguida visto a vítima cambaleando e caindo na frente de uma casa.

Presa pela morte do marido disse que casal já havia se separado 4 vezes por brigas
Mais notícias