Por causa de pensão, mulher é suspeita de atirar na casa do ex

Homem encontrou marca de tiro no portão da residência

Homem de 28 anos morador na Vila Roma, em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, procurou a Delegacia de Polícia Civil nesta quarta-feira para denunciar a ex-mulher pelos crimes de ameaça e disparo de arma de fogo. Ela teria atirado contra a casa dele após cobrá-lo quanto ao pagamento de pensão alimentícia do filho.

Conforme boletim de ocorrência, o homem relatou que se separou da mulher há três anos e que pagava o valor de R$ 350 de pensão. No entanto, como está desempregado, tem pagado apenas R$ 200, fato que gerou descontentamento na mãe da criança.

Segundo ele, ela teria enviado áudio por WhatsApp dizendo que, caso ele pagasse R$ 200 no próximo mês, iria dar um tiro na cara dele. No início desta madrugada, ele estava em casa, quando escutou o dom de disparos. Nesta manhã, ao sair, percebeu que havia marca de tiro no portão.

Vizinhos relataram que os responsáveis pelos disparos seriam dois homens vistos em uma moto Yamaha Lander azul. O detalhe é que a ex-mulher dele tem uma moto da mesma cor e modelo. Diante dos fatos, ele relatou o ocorrido à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Mais notícias