Polícia

Polícia não descarta que atentado no Tarumã esteja ligado ao tráfico de drogas

A Polícia Civil não descarta que o atentado ocorrido na manhã desta sexta-feira (31), contra um homem de 38 anos, em uma casa do Jardim Tarumã, em Campo Grande esteja ligado com o tráfico de drogas. A vítima foi ferida com um tiro no pé. Segundo o delegado Rafael Kenji que atendeu do caso, seis […]

Thatiana Melo Publicado em 31/01/2020, às 09h24 - Atualizado às 16h07

Mais de 10 cápsulas foram recolhidas pela perícia (Henrique Arakaki, Midiamax)
Mais de 10 cápsulas foram recolhidas pela perícia (Henrique Arakaki, Midiamax) - Mais de 10 cápsulas foram recolhidas pela perícia (Henrique Arakaki, Midiamax)

A Polícia Civil não descarta que o atentado ocorrido na manhã desta sexta-feira (31), contra um homem de 38 anos, em uma casa do Jardim Tarumã, em Campo Grande esteja ligado com o tráfico de drogas. A vítima foi ferida com um tiro no pé.

Segundo o delegado Rafael Kenji que atendeu do caso, seis porções de pasta base foram encontradas na casa, além de uma balança de precisão e R$ 2 mil, que estavam escondidos em uma caixa de sapatos. Kenji disse não poder afirmar, que o local seria ponto de venda de drogas.

Mas, não descarta que a tentativa de homicídio esteja ligada ao tráfico. Foram recolhidos pela perícia aproximadamente 10 cápsulas de pistola .40. A vítima foi ferida no pé, após dois homens invadirem o local.

Os autores arrombaram o portão e pela janela fizeram os disparos. No momento do crime, a vítima estava dormindo. O homem recusou atendimento do Corpo de Bombeiros e por meios próprios procurou uma unidade de saúde. Antes da polícia chegar, a vítima havia dito que se tratava de uma tentativa de roubo.

Jornal Midiamax