Polícia já teria suspeitos sobre assassinato de gêmeos mortos com 13 tiros em quitinete

Os passos dos gêmeos foram refeitos pela polícia

A polícia já teria suspeitos para o assassinato dos gêmeos mortos com 13 tiros, Alexandre Muller Passos e Rafael Muller Passos, de 31 anos, na noite do dia 25 de setembro, no Residencial Mata do Jacinto, em Campo Grande. Imagens de câmeras de segurança da quitinete onde os irmãos moravam mostram quando dois homens chegam ao local e fazem vários disparos contra as vítimas que morrem sem socorro.

De acordo com o delegado Ricardo Meirelles, da 3º Delegacia de , uma linha de investigação já teria sido levantada e possíveis suspeitos identificados, mas para não atrapalhar as investigações detalhes não foram repassados. “O mais breve possível iremos passar informações”, disse o delegado.

No começo do mês, a polícia havia refeito os passos dos gêmeos para saber se estavam recebendo algum tipo de ameaça. Na época Meirelles havia dito que formalmente pelo menos aqui no Estado, os irmãos não tinham nenhum registro criminal contra eles, mas que tudo estava sendo investigado e nenhuma linha de investigação era descartada.

Câmeras

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que a dupla suspeita de assassinar os gêmeos Alexandre Muller Passos e Rafael Muller Passos, de 31 anos, chega na quitinete dos irmãos, no Residencial Mata do Jacinto, em Campo Grande.

Pelas imagens é possível ver que às 23h13 do dia 25 de setembro, a dupla suspeita do duplo homicídio passa em uma motocicleta em frente à quitinete. Em seguida os dois homens passam andando de capacete ainda na cabeça em direção a vila de casas, onde viviam as vítimas.

Na sequência, a dupla entra pelo portão na quitinete dos irmãos fazendo vários disparos. É possível ver pelas imagens alguns clarões, que seriam os tiros sendo disparados.

 

Polícia já teria suspeitos sobre assassinato de gêmeos mortos com 13 tiros em quitinete
Mais notícias