Polícia irá fazer reconstituição de morte de homem que foi assassinado em bar por engano

Polícia tenta localizar casal que iniciou briga em bar

A da cidade de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, deve fazer a reconstituição da morte de Miguel Gonçalves de 34 anos que foi assassinado por engano em um bar, na madrugada de quarta-feira (8).

Segundo informações do delegado Fernando Casati, da 3º Delegacia de da cidade, Miguel estaria na noite de terça (7), no bar bebendo na companhia da esposa e de um casal de amigos, quando o casal começou a discutir.

Ainda de acordo com as informações passadas pelo delegado ao site JP News, tentasse identificar o casal que teria começado a discussão e uma reconstituição do assassinato deve acontecer na próxima semana.

A morte aconteceu após a briga do casal e depois de um homem que tentou separar a confusão levar um tapa no rosto. A princípio ele teria tentado separar a briga, mas após os fatos sacou o revólver e atirou.

Com isso, o tiro atingiu Miguel, que morreu no local. Há ainda suspeita de que ele tenha sido assassinado por engano, sem ter participação na briga. O autor do crime, inclusive, chegou a dizer que a vítima estava indo até o caixa para pagar a conta quando foi assassinada.

Apesar de tentar negar o crime, o homem foi identificado como o autor do disparo e preso em flagrante pelo Homicídio, qualificado por motivo fútil. Ele ainda responderá por dirigir embriagado e pelo porte da arma. Ainda há informação de que um rapaz de 25 anos também foi preso por participação no crime e o caso é investigado.

Polícia irá fazer reconstituição de morte de homem que foi assassinado em bar por engano
Mais notícias