Polícia identifica suspeito do latrocínio de comerciante e Justiça decreta prisão

No entanto, homem é dado como foragido

A Justiça decretou a prisão do principal suspeito do da comerciante Liane Aparecida de Arruda, de 51 anos, encontrada morta na manhã deste domingo (12), em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. A vítima foi assassinada com facadas no pescoço e amordaçada. Foram levados dinheiro, joias e o veículo dela.

De acordo com o site Diário Corumbaense, as investigações seguem em sigilo e não é descartada a participação de outras pessoas. A chegou a fazer buscas na casa do suspeito, mas por enquanto ele é dado como foragido. O nome dele não foi informado para não comprometer as investigações.

Momentos após o corpo da vítima ser encontrado, o carro dela, um Fox preto, foi localizado perto do Aeroporto Internacional de Corumbá. Dentro do veículo foram apreendidos garrafas de cerveja, a CPU com as imagens das câmeras de segurança do restaurante da vítima e um pó branco que poderia ser droga. Ainda havia manchas de sangue na maçaneta da porta.

Entenda o caso

O corpo de Liane Arruda foi encontrado na manhã de domingo, após um funcionário estranhar a demora da comerciante em abrir o estabelecimento. A testemunha chegou por volta das 7 horas e depois de esperar, foi até a casa da irmã de Liane. Assim, com a ajuda de outras pessoas, conseguiram entrar na casa da vítima. 

Eles começaram a procurar por Liane, até que a encontraram morta em um dos cômodos. A princípio a informação é de que o dinheiro que estava no cofre e na bolsa e as joias foram roubados. Ainda havia envelopes de depósito bancário espalhados no quarto. 

Polícia identifica suspeito do latrocínio de comerciante e Justiça decreta prisão
Mais notícias