Polícia destrói complexo com sete acampamentos de produção de maconha na fronteira

Autoridades estimam que área produziria 24 toneladas de maconha

Operação da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), no Paraguai, destruiu sete acampamentos narcotráfico usado para a produção de maconha. As instalações estavam localizadas na zona da Colônia Nueva Yaú, em Amambay, na com o Mato Grosso do Sul. Os campos eram conectados por trilhas, por onde os criminosos transitavam em motos.

Conforme divulgado pela Senad nesta terça-feira (14), cada acampamento era responsável por uma etapa do processo de produção como cultivo, secagem, corte, prensa e distribuição. Ao todo, na região havia oito hectares de plantação da erva, que foram destruídos pela polícia. 

Foram apreendidos cinco motociclistas, um gerador de energia, prensas, ventiladores e outros instrumentos usado no processamento da droga. Também foram encontrados 600 quilos de maconha distribuídos em 25 bolsas. A expectativa é de que o prejuízo causado ao tráfico seja de R$ 3 milhões. Os acampamentos foram incinerados.

Polícia destrói complexo com sete acampamentos de produção de maconha na fronteira
Mais notícias