Polícia

Polícia conta com denúncias para encontrar assassino de ex escondido no Pantanal

A Polícia Civil continua com as buscas por Reinaldo Dei Carpes, de 39 anos, suspeito de matar com tiro na cabeça a ex-mulher, Ariadini Molina, de 26 anos, no último dia 3, em Aquidauana a 139 quilômetros de Campo Grande. A suspeita é de que ele esteja escondido em fazendas no Pantanal e denúncias podem […]

Renan Nucci Publicado em 27/04/2020, às 18h14

Perícia e Polícia Civil no local do crime. Foto: O Pantaneiro
Perícia e Polícia Civil no local do crime. Foto: O Pantaneiro - Perícia e Polícia Civil no local do crime. Foto: O Pantaneiro

A Polícia Civil continua com as buscas por Reinaldo Dei Carpes, de 39 anos, suspeito de matar com tiro na cabeça a ex-mulher, Ariadini Molina, de 26 anos, no último dia 3, em Aquidauana a 139 quilômetros de Campo Grande. A suspeita é de que ele esteja escondido em fazendas no Pantanal e denúncias podem ajudar a localizá-lo.

De acordo com a delegada Joilce Silveira Ramos, da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher de Aquidauana), Reinaldo foi criado em fazendas da região, conhece muito bem o Pantanal e tem bastante amigos. “Por isso acreditamos que esteja por lá, sendo acobertado”, disse. A grande quantidade de propriedades e a distância entre elas dificulta o trabalho policial.

Por este motivo, Joilce espera contar com apoio de denúncias anônimas, para que Reinaldo seja preso pelo feminicídio. “Deve haver mais de 100 fazenda na região, por isso peço que quem tiver alguma informação, que colabore”, pontuou. As denúncias podem ser feitas pelo 190. A DAM fica na Rua Luís da Costa Gomes, 555, Vila Cidade Nova, Aquidauana. Telefone: (67) 3241-1172.

Conforme já noticiado, Ariadini vivia um relacionamento conturbado com o acusado, entre idas e voltas. No ano passado chegou a pedir revogação da medida protetiva, já que teria reatado o relacionamento. No entanto, no começo deste ano teve um término definitivo, quando passou a ser ameaçada de morte por ele. A mulher então, no dia 12 de março, pediu uma medida protetiva na delegacia de polícia.

O suspeito já estava sendo procurado pelas autoridades sob acusação de um homicídio. Ao descobrir que havia um mandado de prisão contra ele, chegou a se esconder em uma fazenda. Mas, na tarde do dia 3, o homem foi até a residência onde a ex estava, no bairro Nova Aquidauana. Ele entrou no local, atirou em Ariadini e fugiu em uma motocicleta.

Jornal Midiamax