Polícia Civil faz operação no Tiradentes e região após mulheres serem perseguidas

Participaram equipes da Deam, Derf e Denar

Nesta sexta-feira (10), a (Delegacia de Atendimento à Mulher), com apoio da (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) e Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), deflagrou a Operação Vênus, com objetivo de reprimir autores de violência doméstica em Campo Grande.

As ações foram concentradas nos bairros Tiradentes, Jardim Itatiaia, Rita Vieira, Itamaracá e imediações, após relato de mulheres moradoras nestas regiões, que alertavam sobre risco de sequestro e presença de suspeitos que as perseguiam. As denúncias cresceram após a morte de Carla Santana Magalhães, de 25 anos, que foi sequestrada na frente de casa, morta e deixada perto um bar.

“É de conhecimento de todos que nas últimas semanas ocorreram situações envolvendo mulheres, as quais foram amplamente divulgadas pelas redes sociais e canais de comunicação e que vieram a causar grande clamor público e grande visibilidade para a questão da violência contra a mulher nesta capital. Tais situações exigiram uma pronta resposta por parte da Polícia Civil no sentido de, por um lado, coibir e reprimir possíveis delitos contra a mulher e por outro implementar a desejosa sensação de segurança na sociedade”, disse a em nota.

De acordo com a delegada da , Fernanda Barros Piovano, os trabalhos tiveram início nesta sexta-feira e seguem até a sexta-feira da semana que vem. Também são alvos homens com mandado de prisão em aberto e que têm descumprindo medidas protetivas. “Como estão presentes as especializadas da Derf e , também são realizadas as prisões de pessoas envolvidas com roubos e tráfico”, disse. Ainda não foi divulgado balança preliminar da primeira noite de operação.

Polícia Civil faz operação no Tiradentes e região após mulheres serem perseguidas
Mais notícias