Federal e CGU desmontam quadrilha que fraudava licitação da merenda escolar em MS

No total, 80 agentes cumprem mandados na Operação Tembi'u

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (6), a Operação Tembi’u contra fraudes em licitações do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). Dois municípios do Estado são alvo da operação que tem o apoio da Controladoria Geral da União.

São cumpridos ao todo 28 mandados de busca e apreensão nas cidades de Ponta Porã e Amambai. As fraudes seriam em processos licitatórios nos anos de 2016 e 2017, na prefeitura de Ponta Porã, e 2017 e 2018 em Amambai. As investigações tiveram início após denúncias anônimas sobre um grupo de empresas que estaria participando de licitações para fornecimento de papel a órgãos públicos e realizando a entrega de produtos irregularmente importados do Paraguai.

Foi possível identificar a participação desse grupo em procedimentos licitatórios, com suspeitas de fraude para fornecimento de merenda escolar com sobrepreço às prefeituras de Ponta Porã e Amambai. Não é descartada a participação de agentes públicos.

80 policiais federais participam da operação, além de servidores da Controladoria Geral da União. Não há informações sobre os prejuízos causados ao erário.

Nome da Operação

A operação foi batizada “Tembi`u”, que significa “comida” no idioma guarani, uma vez que a investigação diz respeito ao fornecimento de alimentos em cidades da região fronteiriça.

Mais notícias