Pedreiro que tentou matar mestre de obras alega que sofreu ameaças na noite anterior

Ele ficou esperando na obra para tentar matar a vítima

Rapaz de 21 anos, preso em flagrante na manhã de segunda-feira (30) após tentar matar o ex-chefe de 45 anos e ainda agredir o filho dele, de 23 anos, disse em depoimento que sofreu ameaças de morte na noite anterior. Ele chegou na obra onde trabalhava antes das 7 horas, esperou o mestre de obras chegar e o esfaqueou na tentativa de matá-lo.

No depoimento à polícia, prestado na 2ª Delegacia de Polícia Civil, o rapaz confessou que tentou matar o mestre de obras após ter sido demitido. Ele ainda revelou que os dois tiveram uma conversa por WhatsApp na noite anterior, mas que foi ameaçado de morte. O suspeito afirma que o celular está com a esposa dele e permitiu a quebra de sigilo telefônico para que tais mensagens sejam analisadas.

Também conforme o rapaz, ele estava transtornado após ter sido ameaçado e demitido, e já trabalhava com o mestre de obras há 2 anos. Por volta das 4 horas ele saiu de casa, foi até a obra e ficou esperando o homem chegar. A vítima chegou ao local por volta das 7 horas com os filhos, quando o suspeito saiu de um matagal onde estava escondido e o abordou.

O rapaz logo esfaqueou a vítima, duas vezes, no braço e na axila. Na terceira tentativa de esfaquear o homem, o filho dele de 23 anos segurou o pedreiro. Os dois entraram em luta corporal e o filho da vítima ainda acabou ferido na barriga. O pedreiro quebrou o a faca durante a tentativa de homicídio e decidiu fugir correndo.

A família seguiu o autor do crime, que foi detido e amarrado. Polícia Militar foi chamada e fez a prisão em flagrante do rapaz, que foi levado para a delegacia. Ele responderá por ameaça, lesão corporal e homicídio e o caso segue em investigação. O rapaz não passará por audiência de custódia, já que as audiências foram suspensas até 6 de abril. No entanto o juiz irá analisar se ele permanece preso ou não.

Pedreiro que tentou matar mestre de obras alega que sofreu ameaças na noite anterior
Mais notícias