PCC picha muros na Vila Almeida e ameaça quem pensa em roubar por lá

'Proibido roubar na quebrada'

Muros de residências localizadas na , em Campo Grande, foram pichados por supostos integrantes da facção criminosa (Primeiro Comando da Capital). As mensagens contêm siglas do crime organizado e até mesmo alerta para que não sejam cometidos roubos naquela localidade.

As pichações podem ser localizadas nas ruas Miranda, Três Lagoas, Ponta Porã e Marechal Hermes. O número 1533, comumente usado pelos faccionados, faz alusão à ordem numérica das letras do alfabeto que integram a sigla . Já a abreviação PJL significa Paz, Justiça e Liberdade e também é usada por rivais do CV ().

Um dos muros, consta a inscrição AJNV, que de acordo  com a faz alusão ao código disciplinar do crime organizado, no sentido de que, ‘quem descumprir ordens será punido’. Perto dali, em outro muro, foi pichado seguinte alerta: “Proibido roubar na quebrada”.

PCC picha muros na Vila Almeida e ameaça quem pensa em roubar por lá

O objetivo da facção é passar a mensagem de que a ‘ordem’ deve ser mantida para que não haja interferência externa. Ou seja, em caso de ocorrência de crimes, a polícia se posta em alerta e passa a reforçar o patrulhamento naquela região, com objetivo de tentar localizar os suspeitos.

O tenente-coronel Anderson Rezende Diniz, comandante da 5ª CIPM (Companhia Independente da ), responsável pela região da , afirmou que não tinha conhecimento das pichações até então, mas disse que as equipes estão em alerta. “Não recebemos nenhuma reclamação dos moradores. Estamos reforçando o policiamento ostensivo na região do Imbirussu”, disse.

 

PCC picha muros na Vila Almeida e ameaça quem pensa em roubar por lá
Mais notícias