Paraguai destrói acampamentos do tráfico com 21 toneladas de maconha

Um paraguaio gerente de acampamento foi preso

A Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, destruiu na segunda-feira acampamentos do tráfico de drogas que funcionavam em Caaguazu, região localizado a cerca de 200 quilômetros de Paranhos, no Mato Grosso do Sul. Os locais tinham estrutura de produção e processamento de grande quantidade de maconha. Ao todo, foram destruídas aproximadamente 21 toneladas.

Inicialmente, a equipe da Senad, juntamente com o Ministério Público, prendeu um o identificado como Ever Gustavo Rivas Medina, que seria o gerente de um dos acampamentos. A equipe vistoriou área de vegetação nas imediações da casa dele, na zona rural, e encontrou 248 quilos de maconha, bem como ferramentas usadas no processamento da droga. 

Lá, foram destruídos ainda três hectares com cerca de 9 toneladas. Dando sequência aos trabalhos investigativos, a Senad foi a uma colônia próxima, onde encontrou mais quatro hectares com cerca de 12 toneladas de droga. A plantação também foi derrubada e queimada. A polícia acredita que o prejuízo causado ao crime organizado seja de R$ 3,5 milhões.

Paraguai destrói acampamentos do tráfico com 21 toneladas de maconha
Mais notícias