Padrasto é preso após deitar nu em cima de adolescente e tentar cometer estupro

A jovem conseguiu fugir correndo e pediu ajuda na rua para uma desconhecida

Na quarta-feira (8), homem de 36 anos foi preso em flagrante por estupro de vulnerável após tentar abusar da enteada, uma adolescente. Eles são moradores no Universitário e a jovem conseguiu fugir e pedir ajuda na rua para uma desconhecida, que acionou a Polícia Militar.

Segundo as primeiras informações da polícia, a mãe da adolescente é casada com o padrasto dela há 7 anos. Na tarde de quarta-feira, a menina estaria deitada na cama, mexendo no celular, quando o padrasto foi até o quarto. Ele teria tirado as roupas e deitado sobre a menina, na tentativa de abusar sexualmente da adolescente.

A vítima contou que conseguiu fugir correndo e que o padrasto ainda tomou o celular das mãos delas e jogou no chão, quebrando o aparelho. Na rua, a menina conseguiu pedir ajuda a uma desconhecida, que chamou a Polícia Militar. Equipe da Força Tática foi ao local e constatou que a adolescente mal conseguia falar, ela chorava muito e estava nervosa.

Os militares foram até o trabalho da mãe da vítima, de 38 anos, e informaram sobre o ocorrido, encaminhando as duas até a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). A mãe decidiu representar criminalmente contra o marido, que foi preso em flagrante por estupro de vulnerável e passa por audiência de custódia nesta sexta-feira (10).

O homem negou o estupro, mas confirmou que quebrou o celular da vítima porque ela ficaria “o dia todo mexendo no celular”. O caso será encaminhado para a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Mais notícias