‘Não adianta chamar a polícia, não vou ser preso na pandemia’, diz marido ao agredir mulher

Homem estava bebendo quando agrediu mulher

Uma mulher de 23 anos de idade procurou a delegacia de Polícia Civil em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, após ser agredida pelo marido na madrugada deste sábado (06). O homem ainda teria dito que ela poderia chamar a polícia, mas que ele não seria preso por causa da pandemia de coronavírus.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, a mulher contou que estava na frente de casa e o marido na casa do vizinho, ingerindo bebidas alcoólicas. O homem teria chamado a companheira para ir até a casa do vizinho, mas ela não quis porque estava com frio.

A vítima contou que após a chegada de outra mulher na casa do vizinho, o marido teria comentado que ela estava com ciúme, momento em que puxou o cabelo e deu um tapa no rosto da companheira, ordenando que entrasse para dentro de casa.

A mulher então tentou ligar para a polícia, mas o marido pegou o celular dela. “Não adianta você ligar na delegacia, está na época de pandemia e eu não vou ser preso”, disse. O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil em Corumbá.

'Não adianta chamar a polícia, não vou ser preso na pandemia', diz marido ao agredir mulher
Mais notícias