Mulher procura delegacia depois de bombeiro reformado fazer disparos contra sua casa

Bombeiro seria cunhado da mulher e estaria afastado de suas funções

Na manhã desta quinta-feira (2), uma mulher de 49 anos procurou a delegacia de Campo Grande depois de ter a sua casa alvejada, na região central da cidade, por tiros disparados por um militar do Corpo de Bombeiros, que seria cunhado da vítima.

Na delegacia, a mulher contou que por volta das 8h30 da manhã desta quinta (2) o militar armado começou a brigar com a vítima e fez disparos contra a janela de sua casa. Ninguém ficou ferido. Ela ainda disse que o cunhado estaria afastado de suas funções por problemas psicológicos.

Ainda segundo a ocorrência registrada, o autor teria constantemente o tipo de atitude que cometeu nesta quinta e que ele faria uso de drogas. A mulher também contou aos policiais, que o cunhado disse que por ser bombeiro nada aconteceria com ele, e que sempre anda armado.

Não há informações se o autor foi encontrado pela polícia e os motivos para a briga entre os dois. O cabo do Corpo de Bombeiros foi reformado, ex-officio, em janeiro de 2008, sendo colocado na inatividade recebendo os proventos integrais.

Mais notícias