Mulher pediu abrigo e chegou a quebrar espelho para cortar pescoço de amigo

Homem foi morto por insistir em tentar relações sexuais com ela

A jovem de 20 anos que se entregou para confessar o assassinato de um homem de 57 anos, ocorrido no sábado (13), em Deodápolis, a 260 quilômetros de Campo Grande, chegou a quebrar um espelho para cortar o pescoço da vítima. À Polícia Civil, ela alegou que estava sob efeito de drogas e que agiu porque o amigo tentou manter relações sexuais com ela.

De acordo com o delegado José Guilherme Urnau Romera, responsável pelo inquérito, o caso veio à tona nesta segunda-feira (15) quando, arrependida, a suspeita procurou a Delegacia de para relatar o ocorrido. Ela alegou que estava desabrigada e, por este motivo, procurou o amigo em busca de abrigo. O homem estava cuidando de um imóvel no centro da cidade, que estava disponível para locação.

Na noite de sábado, eles se encontraram para beber e usar drogas. O homem então passou a tentar manter relações com ela, que se recusou. “Ela disse em depoimento que não chegou a se configurar estupro. Ele teria insistido, mas não a estuprou”, disse o delegado. No entanto, a mulher não gostou da postura do homem e decidiu matá-lo.

Sendo assim, disse que iria no banheiro e aproveitou para se apossar de um pedaço de pau. Ela golpeou a vítima, que não resistiu e caiu. Em seguida, quebrou um espelho, pegou estilhaços do vidro e usou para cortar o pescoço dele. Após tomarem conhecimento dos fatos, os policiais foram ao local e encontraram o corpo, que foi encaminhado para perícia. “Como já estava fora do flagrante, ela foi ouvida e liberada”, pontuou o delegado.

Mulher pediu abrigo e chegou a quebrar espelho para cortar pescoço de amigo
Mais notícias