Motorista que matou editor de imagens atropelado diz sofrer perseguição da imprensa

Ele se apresentou na delegacia para prestar depoimento

Mais de duas semanas após a morte de Anderson Olmos de Castro, de 40 anos, o motorista responsável pelo atropelamento procurou a delegacia em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. Ele chegou a dizer que está sofrendo perseguição.

A princípio, o motorista já identificado pela polícia tinha sido intimado a depor, mas não compareceu na primeira vez. Assim, nesta quarta-feira (16) ele se apresentou na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento), mas como não tinha horário agendado, não conseguiu prestar depoimento.

No entanto, conforme o JP News, ao delegado o motorista chegou a dizer que está sendo perseguido pela imprensa. Ele responde por homicídio culposo, por ter invadido a preferencial em alta velocidade e atropelado Anderson, que chegou a ser arremessado.

Um dia após o acidente, Anderson morreu no hospital da cidade.

Motorista que matou editor de imagens atropelado diz sofrer perseguição da imprensa
Mais notícias