Morta ao ter surto em motel de Campo Grande era médica veterinária

Médica veterinária teria saído correndo do motel ‘espumando pela boca’

A mulher que morreu na noite desta quinta-feira (16) após ter um surto em um motel, na região dom Jardim Noroeste, em Campo Grande era médica veterinária e possivelmente teria tido uma overdose, após o uso de cocaína.

Informações passadas foram de que a vítima estava no motel acompanhada de um homem, quando saiu em surto do local correndo pela BR-262 descontrolada. Testemunhas que presenciaram o fato contaram que viram a vítima correndo, gritando e rastejando pela estrada. A médica ‘espumava pela boca’, segundo o relato das testemunhas, o que levanta a suspeita de overdose de drogas.

Uma mulher de 34 anos, que mora aos fundos do motel, contou que escutou a jovem aos gritos, ainda dentro do estabelecimento. A moradora contou que ela gritava “ele vai me matar, ele vai me matar”. Fora do motel, a moradora tentou dar assistência a jovem. Ela disse que chegou a pedir para o homem que a acompanhava, comprar leite para ela.

Logo em seguida, chegou o homem que estava com médica veterinária no motel, e tentou colocá-la dentro da camionete em que estava, mas a mulher se recusava a entrar, então, o homem foi embora deixando a vítima no local. Em seguida, ela tentou se jogar contra um caminhão, que conseguiu frear.

Ela tentava se jogar embaixo do caminhão e acabou caindo desacordada ao lado do veículo. O Corpo de Bombeiros foi chamado e tentou fazer a reanimação, mas a médica acabou morrendo. A vítima teria tido uma parada cardiorrespiratória.

Inicialmente publicado nesta matéria, o nome da médica veterinária foi retirado em respeito a pedido da família da jovem.

Morta ao ter surto em motel de Campo Grande era médica veterinária
Mais notícias