VÍDEO: moradores denunciam aglomeração constante em boate onde jovem foi baleado em Campo Grande

Há dois anos, jovem foi assassinado a tiros na mesma boate

Lotada de menores, bebidas e , uma boate localizada na Avenida Marajoara, no , é alvo de reclamação dos moradores. Nesta madrugada, um homem que estaria na festa clandestina, foi baleado no pescoço. “Já é o terceiro baleado que eu vejo”, contou uma moradora, que terá a identificação preservada.

Além das brigas, segundo a denúncia, o local dribla as fiscalizações e promove festas todos os finais de semana. “Era The Doctor, Vaipper e agora se chama Drop Festa. Um lugar que não tem nem uma alvará de funcionamento, sem contar que estamos em pandemia e todos final de semana tem fervo funk. A polícia e as autoridades não fazem nada para isto acabar (sic)”, denunciou outra moradora.

A denúncia e preocupação vem depois de mais um baleado na região. Conforme divulgado pelo Jornal Midiamax, um jovem de 22 anos foi atingido por um tiro no pescoço na madrugada desta segunda-feira (7). Ele já estava fora da boate, quando foi alvejado pelo tiro.

O socorro foi acionado e chegou a tempo de prestar os primeiros atendimentos, sendo que a vítima foi socorrida consciente e orientada. O jovem afirmou que desconhece a autoria do crime e motivação.

Em 2018, Sérgio Henrique, 14 anos, foi assassinado a tiros no local. Ele teria saído de casa escondido da mãe para ir até a boate. Testemunhas contaram duas versões sobre o crime. A primeira era de que o adolescente teria paquerado uma menina, quando o suspeito atirou. A outra versão de testemunhas, era de que o menino estava apenas dançando, quando foi atingido pelos disparos.

VÍDEO: moradores denunciam aglomeração constante em boate onde jovem foi baleado em Campo Grande
Mais notícias