Morador é preso e multado em R$ 10 mil por criar aves silvestres em casa

A ( Ambiental) prendeu e autuou auxiliar de serviços gerais em R$ 10 mil por manter e capturar 20 aves silvestres ilegalmente em cativeiro em Aparecida do Taboado, cidade a 456 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais receberam denúncias, de que um homem estaria capturando e criando animais silvestres ilegalmente em sua residência localizada no bairro Vila Glória na cidade. Os policias confirmaram a denúncia e prenderam o infrator de 37 anos que mantinha ilegalmente em cativeiro 20 pássaros silvestres na tarde desta quinta-feira (22).

De acordo com a polícia, no local, os Policiais verificaram que o infrator não só mantinha em cativeiro as aves silvestres sem autorização ambiental, mas também tinha várias armadilhas, que estavam armadas no quintal para captura das aves, usando pássaros para atrair os outros. Foram apreendidos: 16 (dezesseis) pássaros da espécie Canário-da-terra (Sicalis flaveola brasiliensis), 03 (três) da espécie Papa-capim (Sporophila caerulescens) e 1 (um) da espécie Curió (Sporophila angolensis), além de várias gaiolas e um viveiro.

O infrator foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 10 mil. Ele foi conduzido, juntamente com as aves e gaiolas apreendidas, à delegacia de Polícia Civil daquela cidade e responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Os animais serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (), na Capital.

Morador é preso e multado em R$ 10 mil por criar aves silvestres em casa
Mais notícias