Oficial da PM preso furando quarentena estava de serviço e tentou evitar fim da festa ilegal

Ele não quis prestar depoimento na Corregedoria

Tenente de 43 anos, preso participando de uma festa na noite de sábado (27) em Bataguassu, a 335 quilômetros de Campo Grande, estava em serviço naquele dia. Ele chegou a se apresentar como o Oficial de Dia e também tentou evitar que a festa fosse encerrada.

As informações constam no registro feito pela equipe da Polícia Militar daquele município. Os policiais foram chamados por volta das 18h30 para irem até a chácara onde acontecia a festa com aglomeração. Assim, equipe da PM foi ao local e ficou com a viatura desligada do lado de fora.

Quando constataram o som alto, ligaram o giroflex e foram até a frente do portão. Em seguida, o tenente apareceu e começou a falar com os policiais, dizendo que aquilo não configurava aglomeração de pessoas. Assim, ele começou a discutir com os policiais que atendiam à ocorrência.

Segundo o registro, o militar insistiu que não era uma aglomeração e ainda disse que era o Oficial de Dia. Após a discussão, ele acabou detido e levado para a Corregedoria da Polícia Militar, em Campo Grande. Foi constatado que ele estava ingerindo bebidas alcoólicas durante o serviço, mas ele não quis se pronunciar sobre o caso.

Durante o interrogatório, o policial permaneceu em silêncio, se reservando ao direito de ficar calado. Ele deve passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (29).

Oficial da PM preso furando quarentena estava de serviço e tentou evitar fim da festa ilegal
Mais notícias