Membro do PCC que fugiu em túnel escavado de presídio é encontrado em zona rural

Fugiram pelo túnel 75 membros da facção

Mais um membro do (Primeiro ) foi encontrado após a fuga em massa em janeiro deste ano, do Presídio de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande. Ele foi recapturado nesta quarta-feira (16).

Héctor Xavier Silva estava escondido em uma área rural e tinha um mandado de prisão por roubo. Ele foi levado para o hospital e depois para o presídio, segundo o site ABC Color.

A fuga em massa aconteceu no dia 19 de janeiro deste ano, quando 75 membros da facção criminosa fugiram da penitenciária depois de um túnel escavado. Nem todos os presos foram recapturados. O túnel tinha 70 metros escavados sendo que em uma das celas do Pavilhão B foram encontrados os 200 sacos com areia retirada do túnel, que teriam ‘passado desapercebido’.

Na época, a ministra declarou que os responsáveis pela penitenciária foram demitidos. “Fizemos uma denúncia pública em que eram oferecidos US$ 80 mil”, lembrou a ministra, que chegou a oferecer em 2019 o valor para qualquer denúncia sobre um possível plano de fuga daquele presídio.

A fuga

A fuga foi anunciada por volta das 5 horas da madrugada do dia 19 de janeiro. A princípio 75 detentos, membros do PCC, teriam fugido através de um túnel escavado de dentro da unidade até o lado de fora. Mais de 70 metros escavados, mais de 200 sacos de areia deixados em uma das celas da penitenciária e o fator mais questionado foi se nenhum agente penitenciário viu a fuga ou mesmo a escavação ou sequer suspeitou.

Com mais de 200 agentes das forças de segurança na fronteira, há suspeita de que os fugitivos possam ter para os estados de origem. Logo após a fuga, comunicada para a Sejusp-MS (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul) ainda na madrugada de domingo, equipes policiais foram enviadas para a região de fronteira.

Membro do PCC que fugiu em túnel escavado de presídio é encontrado em zona rural
Mais notícias