‘Mata, mata’: moradores ouviram homens gritando antes de assassinato na madrugada

Willian ficou com a faca cravada no abdômen

“Mata, mata”, está foi a frase que moradores ouviram antes de Willian Pereira da Silva de 36 anos, ser assassinado a facadas durante a madrugada desta quarta-feira (26), no bairro em Campo Grande. Ele ficou com a faca cravada no abdômen.

Moradores que não quiseram se identificar contaram ao Jornal Midiamax que por volta das 3h50 da madrugada desta quarta (26) ouviram uma discussão entre dois homens e Willian sendo que minutos depois um deles falava para o outro, “mata, mata”. A vítima ainda conseguiu correr até um monte de areia pedindo socorro quando caiu.

Willian ainda agonizou por mais 20 minutos até a chegada do , mas ele já estava morto. Uma das testemunhas ainda contou que viu, quando os assassinos correram um para cada lado, mas não soube dizer quem seriam já que ninguém reconheceu como moradores da região.

Segundo informações dos moradores há 1 ano Willian foi ferido a tiros ficando internado por alguns dias no hospital. “Nós ajudávamos como podia, com comida”, disse o morador.

Crime

O crime aconteceu na rua Altos do Indaia por volta das 3 horas da madrugada desta quarta (26). A polícia e a perícia foram acionadas para o local e quando chegaram encontraram a vítima com a faca cravada ainda no abdômen. A irmã de Willian foi até o local.

Testemunhas contaram à polícia que Willian era morador de rua que antes do assassinato ouviram uma discussão e pedidos de socorro, sendo que quando saíram para ver o que estava acontecendo já encontraram a vítima no chão. O cabo da faca não foi encontrado e o autor fugiu em seguida.

 

‘Mata, mata’: moradores ouviram homens gritando antes de assassinato na madrugada
Mais notícias