Mais um servidor é diagnosticado com coronavírus em presídio da Agepen

Mais um servidor da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) testou positivo para o novo coronavírus. O primeiro caso foi confirmado na última sexta-feira (22). No mesmo dia, a  Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) anunciou novas medidas para o enfrentamento da pandemia nas unidades prisionais, entre elas, a prorrogação até 6 de junho da proibição de visitas a internos.

Segundo a Agepen, ele é do mesmo plantão do servidor diagnosticado na semana passada e já estava em isolamento preventivo; permanece cumprindo isolamento em casa com sintomas leves da doença. Todos os demais servidores do plantão, que também estavam sendo monitorados, testaram negativo e retornaram ao trabalho.

A  Agepen também informa que tem tomado todas as precauções necessárias desde o início da pandemia, com suspensão de visitas e demais atividades nos presídios, desinfecção regular das instalações e de todos os veículos e materiais que adentram as unidades prisionais, conforme as normas sanitárias estabelecidas.

No caso específico da PED, assim que tomou conhecimento do primeiro caso, afastou imediatamente todos os servidores do plantão do serviço, que ficaram sob monitoração, informou a administração. Também foi realizada uma reunião entre representantes da Secretaria Estadual de Saúde, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária para as devidas orientações, que estão sendo seguidas. A penitenciária vem recebendo acompanhamento técnicoda infectologista da SES, Andyane Tetila. Todas as ações têm sido imediatas e técnicas.

Ainda de acordo com a agência, antes mesmo do primeiro caso, o presídio já vinha recebendo desinfecção regular de celas, corredores e demais espaços, todos os agentes recebem máscaras para uso em serviço e álcool 70 é disponibilizado para a higienização constante das mãos, entre outras medidas sanitárias.

Também foi informado que todas as unidades prisionais do estado tiveram a campanha de vacinação contra a influenza antecipada, de acordo com orientação do Ministério da Saúde, para prevenção e como protocolo para que não sejam confundidos os sintomas das doenças respiratórias.

Com essa nova confirmação, são três casos de servidores que testaram positivo para a Covid 19, o primeiro foi de uma servidora lotada em Campo Grande que estava em período de férias e não teve contato com o presídio onde trabalha.

Mais um servidor é diagnosticado com coronavírus em presídio da Agepen
Mais notícias