Mãe encontra vestígios de sangue pela casa e descobre que filha foi estuprada

Vítima conheceu autor pela internet e homem foi preso

A polícia Angélica, a 323 quilômetros de Campo Grande, prendeu no domingo (09) homem de 22 anos pelo estupro de uma menina de 13 anos. Conforme apurado, a vítima havia conhecido o suspeito pela internet. Este foi o segundo crime de violência sexual registrado no mesmo dia no município. Homem de 28 anos também foi preso.

De acordo com nota, por volta das 7 horas da manhã a Polícia Militar foi acionada até o hospital,onde havia uma mulher relatando que a filha tinha sido estuprada. A mulher relatou que ao acordar, se deparou com vestígios de sangue no banheiro, na varanda e no quintal da casa. Ao questionar a menina, a vítima afirmou ter mantido relação com um homem.

Ela informou quem seria o autor. Juntamente com a Polícia Civil, o homem foi encontrado em casa e afirmou que havia ficado com sua mulher no local de trabalho. O delegado responsável pelo caso, Caio Henrique de Mello Goto, pontuou que o homem manteve contato com a vítima através de uma rede social, e aos poucos a convenceu a manter com ele relação carnal. Ele vai responder por estupro de vulnerável.

Outro caso

N outra ocorrência, um homem de 28 anos foi preso suspeito de estuprar uma adolescente de 13 anos, em um quarto de hotel, também em Angélica. O suspeito seria funcionário de um parque de diversão que estava instalado na cidade.

Informações da polícia são de que o pai procurou o Conselho Tutelar para avisar que a filha havia desaparecido por volta das 9 horas da manhã de domingo (9). Ele relatou à PM que tinha visto a filha conversar com o funcionário de um parque de diversão, que estava na cidade, em dia anterior.

Quando os policiais foram até o local foram informados que a menina estava em um quarto de hotel da cidade, e que havia sido levada até o local pelo homem. Quando chegaram ao estabelecimento, os militares encontraram a menina no quarto, que confirmou que teria ido com o homem até o local.

De volta ao parque, os militares encontraram o funcionário que admitiu ter mantido relações sexuais com a menina. Ele foi preso e autuado por estupro de vulnerável. A prisão aconteceu por volta das 21h30 da noite de domingo.

Mais notícias