Mãe desconfia de comportamento da filha de 13 anos e homem é preso por estupro

Um homem de 22 anos foi preso na manhã deste domingo (09) por estuprar uma adolescente de 13 anos em Angélica, cidade a 276 quilômetros de Campo Grande. A prisão foi feita pela Polícia Civil e Militar da cidade.

Segundo o registro policial, o autor teve contato com a menina por rede social, e, posteriormente, a teria convencido de manter relação sexual com ele. Neste período, a mãe estranhou o comportamento da filha, e acionou a polícia.

O Conselho Tutelar acompanhou o caso, e comprovou o estupro, publicou o site Plantão Angélica.  De acordo com a Polícia Civil, este é o sexto caso de estupro de vulnerável na região de Ivinhema e Angélica em 2020, sendo que todos eles foram esclarecidos e os autores identificados e presos.

A menina foi encaminhada ao IML (Instituo Médico Legal) e Hospital Regional de Nova Andradina para realização dos exames médicos. O estupro de vulnerável ocorre quando a vítima é menor de 14 anos, ou que não tenha discernimento para oferecer resistência por possuir enfermidade ou deficiência mental (com 14 anos ou mais).

Ou em caso que a vítima não tenha discernimento para oferecer resistência por qualquer outra causa (com 14 anos ou mais), por exemplo, a pessoa totalmente embriagada ou sob efeito de drogas.

Mais notícias