Justiça arbitra fiança de R$ 5 mil para quadrilha de ciganos que aplicava golpes na cidade

Quadrilha vendia panelas falsas

A Justiça arbitrou a fiança de R$ 5 mil para a quadrilha presa no último domingo (17), que aplicava golpes da venda de panelas falsas em estacionamentos de supermercados em Campo Grande. O grupo usava até crianças para coagir as vítimas à comprar panelas falsas.

O grupo de ciganos que foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro aplicou golpes que chegaram a R$ 7 mil em várias pessoas na cidade. Para sair da prisão, o grupo agora precisa pagar uma fiança de R$ 5 mil. Durante o depoimento na delegacia, um dos golpistas disse que as pessoas fizeram as denúncias por que descobriram que podiam comprar as panelas na internet por um preço mais abaixo, mas não por que os produtos eram de má qualidade.

As vítimas que procuraram a delegacia contaram que o grupo oferecia jogos de panelas como se fossem as “melhores do mundo” e os preços iam de R$1,5 mil a R$3 mil. A maioria das vítimas dos golpes eram idosos que eram abordados nas saídas de mercados e até na porta de casa.

Os criminosos foram presos durante ação da força tática da 11ª Companhia da Polícia Militar neste domingo (17). Oito carros foram apreendidos com dezenas panelas falsificadas e as crianças serão encaminhadas ao Conselho Tutelar.

Vítimas

Na semana passada, uma senhora de 69 anos, que preferiu não se identificar, estava em uma padaria e foi abordada pela mulher, que insistia muito até que comprou dois jogos e ganhou dois faqueiros dos vendedores, pelo preço de 12x R$350,00.

Segundo relatado ao Jornal Midiamax, a senhora chegou em casa para presentear o filho e a nora que constataram o golpe. A família tentará estorno o dinheiro pela empresa de crédito.

Uma terceira vítima perdeu mais de R$7 mil com o golpe feito pelos ciganos, Segundo o genro da vítima, os golpistas passaram na casa dela com uma criança e aparentavam ser uma família necessitada. Compraram 3 jogos e 2 faqueiros. A vítima estava na Depac para reconhecer os golpistas depois do crime que aconteceu na última sexta-feira (15).

Justiça arbitra fiança de R$ 5 mil para quadrilha de ciganos que aplicava golpes na cidade
Mais notícias