Julgamento é cancelado pela 2ª vez e júris retornam na quarta por crime cometido em 2012

Réu tentou matar o empregador ao ser dispensado do trabalho

O julgamento de Igor César de Lima Oliveira foi cancelado pela segunda vez, sendo que estava remarcado para esta terça-feira (15). Com isso, os júris populares devem ser retomados só na quarta-feira (16), com o julgamento de uma tentativa de homicídio ocorrida em 2012.

Assim, será definida a condenação de Gilberto Ricardo Moreira Júnior, 37 anos, que no dia 28 de março de 2012 tentou matar o empregador a tiros. Isso, segundo a denúncia, porque tinha sido dispensado do trabalho. Então, quando chegava em casa, a vítima foi atingida pelos disparos feitos por Gilberto.

No entanto, o empregador foi socorrido e sobreviveu. Pelos fatos, Gilberto foi denunciado pela tentativa de homicídio, qualificada pela impossibilidade de defesa da vítima.

Julgamento cancelado

Já o julgamento que aconteceria nesta terça-feira, de Igor César, foi cancelado pela segunda vez. Da primeira, houve o cancelamento por conta da pandemia do coronavírus. Porém, com a retomada dos júris populares, embora com as novas regras, a sessão havia sido reagendada.

Apesar disso, na sexta-feira (11) o juiz Carlos Alberto Garcete, da 1ª Vara do Tribunal do , determinou o cancelamento. Isso porque a defesa requereu o adiamento, uma vez assumiu o caso há pouco tempo e que não poderia estar presente no júri. Embora pontuando que houve descaso com o promotor que atua na acusação, o juiz acabou cancelando a sessão.

Igor é acusado de matar a tiro Rafael Baron, motorista de aplicativo que tinha levado o e a esposa até a casa onde moravam. Assim, no local o rapaz entrou em casa, buscou a arma e retornou já atirando contra a vítima.

Julgamento é cancelado pela 2ª vez e júris retornam na quarta por crime cometido em 2012
Mais notícias