Jovem que matou esposa com tiro na cabeça já tinha passagens na polícia

Jovem passa por audiência de custódia nesta tarde

Um jovem de 19 anos que matou a esposa de 17 anos de idade na manhã deste domingo (19) já tem passagens pela polícia. O rapaz confessou o crime e passa por audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (20). A adolescente foi morta com dois tiros após discutir com o rapaz sobre uma suposta traição. O crime ocorreu na cidade de São Gabriel do Oeste, a 133 quilômetros de Campo Grande.

O suspeito tem passagens pela polícia, quando ainda era adolescente, por lesão corporal na direção de veículo automotor, perturbação do sossego alheio, roubo e já esteve internado na Unei Novo Caminho.

Prisão

Um policial civil observou pelas câmeras de segurança o rapaz batendo a porta da delegacia. Ao sair, não encontrou ninguém, momento em que acionou reforço da Polícia Militar. O suspeito foi localizado próximo ao pelotão da PM, acompanhado pelo pai que o orientava a se entregar às autoridades. Quando foi preso Felipe estava eufórico e contou que havia atirado na esposa.

Os policiais foram até a residência do casal e quando chegaram, Nicole era socorrida pelo pai. No entanto, não resistiu ao ferimento e chegou morta no hospital. O filho do casal, de apenas três meses, estava na residência no momento do crime. Ele não sofreu ferimentos.

O rapaz foi preso em flagrante pelo crime de feminicídio majorado se praticado durante a gestação ou três meses posteriores ao parto. A arma usada pelo jovem, uma espingarda calibre 22, foi apreendida pela polícia.

Crime

De acordo com as informações divulgadas pelo site Idest, o acusado contou com frieza como praticou o crime. Ele contou que usou cocaína e bebida alcoólica durante a noite e após chegar em casa, discutiu com Nicole Teixeira Amorim sobre uma suposta traição por parte dela. Ele então pegou a arma em cima do guarda-roupas e atirou na vítima.

Nicole chegou a correr e acabou caindo na porta do banheiro. O acusado disse que se aproximou da adolescente e atirou na cabeça dela. O casal estava em processo de separação e o acusado relatou que havia prometido sair da casa de forma amigável.

 

Mais notícias