Polícia

Furou o isolamento e se deu mal: com coronavírus, jovem é investigado por viajar e se encontrar com amigos

A Polícia Civil de Brasilândia, a 382 quilômetros de Campo Grande, investiga um jovem de 18 anos infectado com coronavírus (Covid-19) e que estaria descumprindo isolamento obrigatório, expondo terceiros ao risco de contaminação. De acordo com o delegado Thiago Passos, responsável pelo inquérito, o rapaz teria participado de uma reunião familiar realizada no final de […]

Renan Nucci Publicado em 07/05/2020, às 17h23 - Atualizado em 08/05/2020, às 13h17

Caso é investigado pela DP de Brasilândia. Foto: Arquivo
Caso é investigado pela DP de Brasilândia. Foto: Arquivo - Caso é investigado pela DP de Brasilândia. Foto: Arquivo

A Polícia Civil de Brasilândia, a 382 quilômetros de Campo Grande, investiga um jovem de 18 anos infectado com coronavírus (Covid-19) e que estaria descumprindo isolamento obrigatório, expondo terceiros ao risco de contaminação. De acordo com o delegado Thiago Passos, responsável pelo inquérito, o rapaz teria participado de uma reunião familiar realizada no final de semana passado, ocasião em que o vírus foi transmitido para ao menos sete pessoas, inclusive ele.

Conforme apurado, os policiais receberam denúncia de que o garoto foi visto caminhando pela rua e junto com amigos.  Além disso, teria frequentado roda de tereré com outros jovens e visitado pessoas em outras cidades, ciente de que estava contaminado e de que o contato com outras pessoas poderia transmitir a doença.

“Será instaurado inquérito policial para apuração dos fatos, que pode caracterizar infração de medida sanitária preventiva, previsto no artigo 268 do Código Penal, com pena de até um ano de detenção ou mesmo o crime tipificado no artigo 131 do Código Penal (perigo de contágio de moléstia grave), cuja pena pode variar de um a 4 anos de reclusão”, disse o delegado. 

Em contato com a Vigilância Municipal, a polícia foi informada sobre outras situações envolvendo o investigado. Além disso, soube também que servidores encontram dificuldades em convencer as pessoas que estavam reunidas naquela festa a se manterem em isolamento. Por este motivo, as visitas dos agentes de saúde têm apoio da Polícia Civil, como forma de orientar sobre a gravidade da doença.

Brasilândia registra sete casos confirmados de coronavírus, todos entre as pessoas que participaram dessa reunião familiar. Outros 15 casos estão em investigação e o serviço de saúde monitora a evolução do quadro de saúde dos pacientes, que devem permanecer em isolamento.   

Na tarde desta quinta-feira (07), em reunião com entre o chefe do executivo municipal, autoridades de saúde, Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Militar, Poder Legislativo Municipal ficou deliberada a edição de novo decreto municipal com novas regras para o controle da disseminação do vírus, como o fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais, proibição de aglomerações, horários especiais para atendimento de idosos e pessoas vulneráveis nos estabelecimento essenciais, toque de recolher a partir das 20 horas, uso obrigatório de máscaras e outras medidas sanitárias.

Jornal Midiamax