Polícia

Jovem ameaça e ateia fogo na casa da ex após esfaquear o atual dela no pescoço

No início da manhã deste domingo (10), mulher de 27 anos teve a casa incendiada pelo ex, um jovem de 18 anos, no Jardim Tijuca. O amigo dela, de 25 anos, com quem ela passou a se relacionar há alguns dias, foi esfaqueado no pescoço pelo suspeito. Equipe da Força Tática da 10ª CIPM (Companhia […]

Renata Portela Publicado em 10/05/2020, às 11h12 - Atualizado às 14h04

Caso foi registrado na Deam (Arquivo, Midiamax)
Caso foi registrado na Deam (Arquivo, Midiamax) - Caso foi registrado na Deam (Arquivo, Midiamax)

No início da manhã deste domingo (10), mulher de 27 anos teve a casa incendiada pelo ex, um jovem de 18 anos, no Jardim Tijuca. O amigo dela, de 25 anos, com quem ela passou a se relacionar há alguns dias, foi esfaqueado no pescoço pelo suspeito.

Equipe da Força Tática da 10ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) foi chamada para ir até a casa da vítima, que estaria sofrendo violência doméstica e o autor estaria armado. No local, encontraram a residência em chamas e o Corpo de Bombeiros foi acionado. A mulher de 27 anos saiu da casa do vizinho e foi até os policiais.

Ela contou que estava em casa com o amigo de 25 anos, com quem tem se relacionado nos últimos três dias quando o ex invadiu o terreno, abriu a janela dos fundos e começou a ameaçar. Ele estava com uma faca em mãos e dizia que iria matar os dois.

O suspeito invadiu a casa, esfaqueou o rapaz de 25 anos no pescoço e no braço e a mulher pediu socorro na casa dos vizinhos, quando o jovem ateou fogo na residência dela. Ele ainda fugiu em um Uno cinza, mas foi localizado pela equipe da PM e detido em flagrante. Durante a prisão ele ainda ameaçou “Posso ficar preso o tempo que for, quando sair vou acabar com essa desgraçada, vou matar”.

Corpo de Bombeiros apagou as chamas da casa e a faca foi localizada. O cabo chegou a quebrar na mão do autor enquanto ele esfaqueava a vítima. A mulher de 27 anos afirmou que teve um relacionamento de apenas alguns dias com o autor, mas eles tinham terminado há duas semanas.

Ela pediu medida protetiva de urgência contra o rapaz, que foi preso por lesão corporal dolosa, quando há intenção, além de ameaça e incêndio qualificados por violência doméstica.

Jornal Midiamax