Idosa de 77 anos estuprada por lenhador na Capital continua internada na Santa Casa

Teve várias escoriações pelo corpo

A idosa de 77 anos, que foi estuprada por um lenhador de 39 anos, no último sábado (25), no Parque Novos Estados, em Campo Grande continua internada na Santa Casa da Capital, com vários hematomas pelo corpo.

Segundo a assessoria de comunicação do hospital, a idosa está na enfermaria com hematomas no olho esquerdo, ferimentos no braço, boca e membros inferiores. O quadro de saúde da paciente é considerado estável.

O lenhador teve sua prisão preventiva decretada nesta segunda-feira (27), em audiência de custódia. Após a sua prisão, ele negou o crime na delegacia dizendo que seu short havia caído sozinho, quando flagrado cometendo o crime por uma moradora. O crime aconteceu por volta das 7h30 da manhã de sábado (25), quando a mulher que caminhava pela rua foi abordada pelo lenhador, sendo jogada no meio do matagal. O autor passou a agredi-la com socos no rosto e arrancou as roupas da vítima, que passou a gritar por socorro. Ele fugiu, mas acabou encontrado pelos policiais.

A delegada da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Fernanda Félix contou ao Jornal Midiamax, que nestes primeiros dias de janeiro já foram registrados nove estupros na Capital, sendo que três são estupros de vulnerável.

Segundo a delegada 99% dos casos acontecem dentro de casa, sem testemunhas, mas que conseguem comprovar o crime pelos hematomas deixados nas vítimas.

Dados

De janeiro a dezembro de 2018 foram registrados em Campo Grande, 558 casos e no mesmo período do ano passado foram 475 casos, uma queda de 14%.

Mais notícias