Homem estuprou gestante, fez ela perder bebê e obrigou filho a depor

Ele responde por estupro, lesão e ameaça

A DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher de Aquidauana), a 134 quilômetros de Campo Grande, prendeu nesta manhã um homem de 35 anos que estuprou a mulher que estava grávida, fez com que ela perdesse o filho e ainda a coagiu no curso do processo para que depusesse em favor dele.

De acordo com a polícia, o homem que responde por estupro, lesão corporal grave, ameaça e injúria chegou com o filho de 18 anos na delegacia, dizendo que o garoto tinha interesse em depor. Logo de cara, os policiais desconfiaram da situação, já que o jovem sequer havia sido intimado oficialmente.

Questionado se estava ali de livre e espontânea vontade ou se estava sendo coagido, ele aos prantos: “Eu estou entre a cruz e a espada”. O rapaz afirmou que o pai o procurou no assentamento chorando muito pela separação e por não poder entrar em contato com a mãe em razão das Medidas Protetivas.

O homem disse que estava arrependido e que precisava ir depor urgente, fazendo a seguinte pergunta: “De que lado você está? ”, e se utilizando dos seguintes termos: “Pensa bem o que vai dizer lá, você já é de maior, sabe de suas responsabilidades”. Como o homem sempre agia com agressividade, o filho aceitou ajudá-lo.

O homem, inclusive, estuprou a mulher quando ela estava  grávida e a fez perder o filho. Além disso, deu um soco que arrancou um dente dela. Após descoberta dos fatos, o autor que aguardava na frente da delegacia, recebeu voz de prisão. Ele chorou e teria pedido uma chance de não ser preso e se aproximar da vítima para convencê-la a reatar a união porque a ama.

Mais notícias