Guarda foge momentos antes de força-tarefa chegar em casa no Aero Rancho

Valtenir matou a ex-namorada e ainda não foi encontrado

A Polícia Civil montou uma força-tarefa para localizar o guarda municipal Valtenir Pereira da Silva, 35 anos, foragido há cinco dias, após matar a ex-namorada Maxelline da Silva Santos. Ele conseguiu fugir do cerco policial montado na região do bairro Aero Rancho nesta quinta-feira (05). Na casa onde ele estava escondido, a polícia localizou a farda e alguns pertences de Valtenir.

Conforme a polícia, a ação para prender o suspeito foi desencadeada durante a operação “Marias”, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que visa cumprir mandados de prisões no âmbito da violência doméstica em todo o Brasil. Outras delegacias especializadas da Capital deram apoio as buscas.

A polícia foi até o local após uma denúncia de que Valtenir estava na região do Aero Rancho, se escondendo na casa de familiares. Além de apoio aéreo para a realização da prisão, durante as buscas foram apreendidos uniformes da guarda Municipal, carteira funcional e outros pertences pessoais do suspeito. A polícia informou que tudo indica que Valtenir conseguiu fugir momentos antes da chegada da polícia ao local.

Os familiares foram alertados que que auxiliar autor de crime em fuga é crime e quem o prática pode responder a processo-crime por favorecimento pessoal.

A ação foi realizada pela Deam, Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos), Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) e Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

O guarda é acusado de matar duas pessoas na noite do último sábado (29) no Jardim Noroeste, em Campo Grande. Maxelline estava em uma residência com amigos, quando ele chegou no local. Os dois teriam tido uma discussão e o guarda deu um tiro na cabeça da vítima. A esposa do dono da residência tentou intervir na briga e acabou atingida por um disparo, mas foi socorrida com vida e levada para a Santa Casa.

Quando o proprietário da casa saiu para ver o que tinha acontecido também foi morto com um tiro. Após o crime, o agente fugiu. A polícia não soube informar se a arma usada nos assassinatos era do suspeito.

Guarda foge momentos antes de força-tarefa chegar em casa no Aero Rancho
Mais notícias