Golpistas clonam celular e pedem dinheiro para amigos de deputado de MS pelo WhatsApp

De uma única pessoa pediram cerca de R$ 5 mil

Após ter o celular clonado, o deputado estadual Rinaldo Modesto do (PSDB) vem enfrentando transtornos, nesta quinta-feira (7) ao descobrir que golpistas teriam feito vários pedidos de dinheiro em seu nome pelo WhatsApp.

O deputado falou com o Jornal Midiamax e disse que na noite desta quarta-feira (6) por volta das 23 horas já não conseguia mais fazer ligações, mas como achou que era problema da operadora não teria dado muita importância. “Hoje (quinta) depois de terminada a sessão virtual eu já não conseguia mais mexer no WhatsApp do meu celular”, disse o parlamentar.

Rinaldo ainda contou que não teria recebido nenhuma mensagem estranha ou link pelo WhatsApp, que tenha aberto ocasionando a clonagem do seu número. “Fui na operadora que já bloqueou o número e agora vou fazer o boletim de ocorrência”, disse Rinaldo. O deputado ainda não conseguiu saber para quantas pessoas os golpistas pediram dinheiro, “Na minha agenda tem mais de 3 mil nomes”, falou ele que comentou que para uma única pessoa foi feito o pedido do valor de R$ 5 mil.

“Já pedi para minha assessoria avisar e publicar em outros meios de que não sou eu quem está pedindo dinheiro, portanto, se alguém receber mensagens em meu nome pedindo valores, não passe porque não sou eu”, finalizou.

Golpe e dicas

O próprio WhatsApp disponibiliza em seu site dicas para não cair em tentativas de fraude. A principal recomendação é nunca compartilhar o código de verificação por SMS com outras pessoas – nem mesmo amigos ou família. “Se convencerem você a compartilhar seu código e você perder seu acesso à conta do WhatsApp, leia as instruções abaixo para recuperar sua conta”.

O aplicativo explica, ainda, que se o usuário suspeitar que outra pessoa está utilizando sua conta do WhatsApp, notifique sua família e seus amigos, pois essa pessoa pode tentar se passar por você em conversas ou grupos.

“Observe que o WhatsApp é criptografado de ponta a ponta, e as mensagens são armazenadas em seu dispositivo. Portanto, alguém que acessa a sua conta de outros dispositivos não pode ler suas conversas anteriores”, traz o comunicado.

 

Golpistas clonam celular e pedem dinheiro para amigos de deputado de MS pelo WhatsApp
Mais notícias