Golpista liga em mercados e exige dinheiro para bandidos não atirarem em clientes

Ele dizia que havia dois homens armados nas lojas

Na terça-feira (11), ao menos dois supermercados de Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande, foram alvos de golpistas. O suspeito telefonou nos estabelecimentos e dizia que dois homens atirariam nos clientes e funcionários se o dinheiro não fosse recolhido dos caixas e entregue a ele.

Conforme os boletins de ocorrência, em um dos casos a supervisora de caixas atendeu a ligação, quando o homem disse que era um assalto e ordenou que ela fizesse o que ele mandasse. Assim, disse que dois homens armados chegariam ao local e que, se ela reagisse, eles atirariam.

Neste momento, a vítima ficou com medo e desligou o telefone e acionou a polícia. Já em outro mercado, o gerente atendeu ao telefone e o homem teria dito para ele ir até os caixas e fazer a sangria. Além disso, o suspeito disse que dois homens armados estavam no local, observando a vítima.

No entanto, o gerente tentou ganhar tempo, dizendo que não estava ouvindo o bandido direito. Assim, ele perguntou em qual carro o suspeito estava, quando ele voltou a fazer ameaças e disse que os bandidos armados atirariam nos clientes e funcionários.

Em seguida o gerente acionou a polícia. Os dois casos foram registrados como extorsão na 1ª Delegacia de Três Lagoas e são investigados.

Golpista liga em mercados e exige dinheiro para bandidos não atirarem em clientes
Mais notícias