Força-tarefa indicia investigados na Omertà pela execução de ‘Playboy da Mansão’

O crime ocorreu na madrugada do dia 18 de outubro de 2018

Força-tarefa da indiciou nesta quinta-feira (30) , Filho, o ex-guarda civil municipal e mais cinco pessoas pelo homicídio de  Marcel Costa Hernandes Colombo, de 31 anos, o ‘Playboy da Mansão’. O crime ocorreu na madrugada do dia 18 de outubro de 2018, em uma cachaçaria na Avenida Fernando Corrêa da Costa.

Marcel foi morto após desavença com o filho de Name em uma boate. O guarda contratou o pistoleiro e, após o crime, telefonou dizendo que o serviço havia sido feito. O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público Estadual para que seja providenciada a denúncia. ‘Playboy’ estava sentando em uma cadeira na cachaçaria, quando foi baleado pelas costas. 

Os envolvidos são investigados no âmbito da Operação Omertà por outros assassinados e já foram denunciados pela execução do estudante Matheus Coutinho Xavier, cometida em abril de 2019.  A organização criminosa também pode estar ligada aos homicídios de Ilson Martins Figueiredo e Orlando Bomba.

, o filho e Rios foram presos na operações. Recentemente, o juiz corregedor da Penitenciária Federal de Mossoró (RN) deferiu a inclusão definitiva de , pelo prazo de dois anos, no Sistema Penitenciário Federal.

Conforme a decisão, o prazo vale desde 12 de outubro de 2019, quando Name foi encaminhado ao Sistema Federal, até 12 de outubro de 2021. Ou seja, há menos que haja novo entendimento, o réu deve ficar na unidade de Mossoró, onde encontra-se recolhido, pelo período estabelecido.

Força-tarefa indicia investigados na Omertà pela execução de 'Playboy da Mansão'
Mais notícias