Foragido pelo assassinato da ex em MS é preso no Mato Grosso com CNH falsa

Suspeito estava foragido há mais de 1 mês

Foi preso nesta sexta-feira (15), no Mato Grosso, Reinaldo Dei Carpes Rocha, de 39 anos, apontado como autor do feminicídio da ex-mulher Ariadni Oliveira Molina, de 26 anos, morta a tiro na tarde do dia 3 de abril, em Aquidauana, a 139 quilômetros de Campo Grande. 

De acordo com a delegada Joilce Ramos, da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), responsável pelas investigações, Reinaldo foi flagrado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na região de Rondonópolis (MT), usando CNH (Carteira Nacional de Habilitação Falsa).

“A informação que a gente tinha é de que ele estava escondido na casa de um irmão em Várzea Grande e pedimos buscas lá”, explicou Joilce. Apesar da prisão, a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul avalia a necessidade de buscá-lo.

“O inquérito do feminicídio já havia sido concluído, mas faltava apenas o interrogatório dele. Vamos analisar se iremos buscar, já que não há necessidade imediata para isso e ainda temos a questão do coronavírus (Covid-19)”, afirmou a delegada. Além do feminicídio, Reinaldo responde também por um homicídio e tinha dois mandados de prisão em aberto, uma para cada crime. 

Conforme já noticiado, Ariadini vivia um relacionamento conturbado com o acusado, entre idas e vindas. No ano passado chegou a pedir revogação da medida protetiva, já que teria reatado o relacionamento. No entanto, no começo deste ano teve um término definitivo, quando passou a ser ameaçada de morte por ele. 

A mulher então, no último dia 12 de março, pediu uma medida protetiva na delegacia de polícia. “Vou te matar, vou dar um tiro na sua cara”, dizia o homem em mensagens pelo WhatsApp. Ele ainda teria enviado fotos de várias armas para intimidar a ex-mulher.

O feminicídio ocorreu na tarde de 3 abril. O homem foi até a residência onde a ex estava, no bairro Nova Aquidauana, entrou no local e atirou nela. Depois, fugiu em uma motocicleta. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas a vítima não resistiu aos ferimentos. Ariadini tinha filhos com o acusado.

Foragido pelo assassinato da ex em MS é preso no Mato Grosso com CNH falsa
Mais notícias