Foragido, brasileiro que integrava ‘alerta vermelho’ da Interpol é preso na Bolívia

Deve ser transferido para o Brasil assim que autorizado

da Justiça brasileira, Claudio de Oliveira Mineiro foi entregue à unidade da Interpol, na cidade de Santa Cruz de La Sierra, na noite desta quarta-feira (08), depois de ser detido por agentes do Ceip (Centro Especial de Policial) no bairro de La Pascana. Contra Claudio havia um mandado de prisão com alerta vermelho emitido pela Polícia Internacional (Interpol).

Claudio era procurado por roubos cometidos no Brasil, de onde fugiu da prisão de São José do Rio Preto, , conforme informou o diretor do Ceip de Santa Cruz, Oliver Meneses. Ele integra a lista dos bandidos mais perigosos e procurados da região de São José do Rio Preto.

“Em 2005, ele foi condenado no Brasil e quatro anos depois escapou da prisão de São José de Rio Preto, para migrar irregularmente para o território boliviano. Aqui na , ele formou uma família depois de casar com uma cidadã boliviana com quem tem filhos e se dedicava ao trabalho de reparo de geladeiras e freezers”, explicou Meneses.

“Para não despertar suspeitas e conviver legalmente na , Claudio conseguiu carteira de identidade em nome de seu irmão Adalberto de Oliveira através da Segip”, completou. “O curioso é que sua esposa conhecia sua verdadeira identidade e histórico”, frisou o chefe de polícia.

De acordo com o Diário Corumbaense, Claudio de Oliveira Mineiro pode ser transferido para o Brasil nos próximos dias, dependendo de sua entrada ser permitida devido à pandemia de coronavírus.

Fuga na

No dia 16 de maio de 2009, Cláudio e mais mais três presos conseguiram escapar da cela da carceragem da DIG (Delegacia de Investigações Gerais). Eles renderam um policial e roubaram uma viatura e armas da delegacia. Na ocasião, dois foram recapturados, mas Claudio de Oliveira Mineiro, o Bauduco, e outro homem conseguiram se esconder.

Foragido, brasileiro que integrava 'alerta vermelho' da Interpol é preso na Bolívia
Mais notícias