Feminicídio: sogra esfaqueada ao tentar defender filha de 24 facadas recebe alta

Mulher foi morta com 24 facadas e marido é procurado

A mulher de 57 anos que foi esfaqueada pelo genro ao tentar defender a filha das facadas já recebeu alta do Hospital Municipal de Chapadão do Sul, a 335 quilômetros de Campo Grande. A filha dela, Aldennir Soares da Silva, 35 anos, foi morta ao ser atingida por 24 de faca. A ainda procura pelo suspeito do crime, identificado apenas como Veranilto.

O feminicídio ocorreu no início da noite desta sexta-feira (26) em uma residência localizada na Rua Cardeais, Bairro Esplanada IV, em Chapadão do Sul.

Vizinhos disseram que ouviam gritos e em determinado momento, a mãe de Aldennir tentou acalmar o casal. No entanto, a discussão ficou mais calorosa, quando o suspeito teria agredido a mulher, a jogando contra a parede e dando as facadas. Conforme testemunhas, a mãe entrou para defender a filha e foi esfaqueada.

Após o crime, Veranilto pegou uma garrafa de água e fugiu entrando em um matagal nas proximidades da residência. Um homem chegou a perseguir o acusado pelo matagal com uma caminhonete, mas não conseguiu detê-lo.

A de Costa Rica esteve no local e realizou os procedimentos necessários. A e investigadores da fazem buscas pelo homem.

Feminicídio: sogra esfaqueada ao tentar defender filha de 24 facadas recebe alta
Mais notícias