Família identifica mulher encontrada morta e seminua em matagal de Corumbá

Polícia aguarda resultados dos exames para atestar se ela teria sido estuprada

A família da mulher morta encontrada na noite desta terça-feira (30), em um matagal na cidade de Corumbá a 444 quilômetros de Campo Grande, identificou a vítima como sendo Patrícia Rondon de Amaral de 44 anos. Patrícia foi encontrada seminua e há indícios de que tenha siso estuprada.

A vítima foi encontrada por volta das 19h30 da noite desta terça (30) em meio a um matagal, sem as roupas de baixo. Perto do corpo estavam dois capacetes, uma chave e uma motocicleta, que segundo o Diário Corumbaense estaria registrado no nome de outra mulher, que não foi revelado.

A vítima tinha ferimentos na cabeça, mas ainda não foi possível identificar se ela foi assassinada a pauladas ou com de capacete, já que dois foram encontrados ao lado do corpo. A polícia espera pelos resultados dos exames do Imol (Instituto de Medicina Legal) para saber se ela teria sido estuprada.

Testemunhas teriam visto um homem puxar a mulher para dentro do matagal e chamaram o e a . No local, os militares viram o momento em que o suspeito correu em direção à mata fechada. Perto do corpo da vítima, foi encontrado dois capacetes e uma moto sem chave. O autor ainda não foi encontrado e não se sabe ainda sobre a sua identificação.

 

Família identifica mulher encontrada morta e seminua em matagal de Corumbá
Mais notícias